Categoria: Notícias

Os 40 filmes portugueses mais vistos

O ICA elaborou uma lista com os 40 filmes portugueses mais vistos entre 2004 e 15 de Setembro de 2010.
Na lista consta o total de espectadores nas salas de cinema e as receitas dessas mesmas sessões. Vamos apresentar esta lista a começar do fim:

40 – «O Fascínio», de José Fonseca e Costa (7.927 espectadores – 34 mil euros)
39 – «O Quinto Império – Ontem Como Hoje», de Manoel de Oliveira (8.284 espectadores – 30 mil euros)
38 – «A Vida Interior de Martin Frost», de Paul Auster (8.526 espectadores – 34 mil euros)
37 – «Um Funeral à Chuva», de Telmo Martins (9.216 espectadores – 42 mil euros)
36 – «Lá Fora», de Fernando Lopes (9.364 espectadores – 34 mil euros)
35 – «Atrás das Nuvens», de Jorge Queiroga (9.779 espectadores – 37 mil euros)
34 – «20,13», de Joaquim Leitão (10.782 espectadores – 46 mil euros)
33 – «Julgamento», de Leonel Vieira (10.956 espectadores – 44 mil euros)
32 – «Star Crossed – Amor em Jogo», de Mark Heller (12.659 espectadores – 53 mil euros)
31 – «A Outra Margem», de Luís Filipe Rocha (13.196 espectadores – 50 mil euros)
30 – «Noite Escura», de João Canijo (13.374 espectadores – 53 mil euros)
29 – «Viúva Rica Solteira Não Fica», de José Fonseca e Costa (13.414 espectadores – 50 mil euros)
28 – «A Costa dos Murmúrios», de Margarida Cardoso (14.283 espectadores – 60 mil euros)
27 – «Odete», de João Pedro Rodrigues (15.199 espectadores – 66 mil euros)
26 – «Lisboetas», de Sérgio Tréfaut (15.508 espectadores – 65 mil euros)
25 – «Kiss Me», de António da Cunha Telles (19.107 espectadores – 81 mil euros)
24 – «Portugal S.A.», de Ruy Guerra (20.121 espectadores – 84 mil euros)
23 – «Aquele Querido Mês de Agosto», de Miguel Gomes (20.164 espectadores – 90 mil euros)
22 – «O Milagre Segundo Salomé», de Mário Barroso (20.314 espectadores – 81 mil euros)
21 – «Dot.com», de Luís Galvão Teles (28.146 espectadores – 96 mil euros)
20 – «Um Tiro no Escuro», de Leonel Vieira (28.571 espectadores – 120 mil euros)
19 – «Coisa Ruim», de Tiago Guedes e Frederico Serra (29. 243 espectadores – 117 mil euros)
18 – «Arte de Roubar», de Leonel Vieira (29.361 espectadores – 126 mil euros)
17 – «O Mistério da Estrada de Sintra», de Jorge Paixão da Costa (29.377 espectadores – 123 mil euros)
16 – «Alice», de Marco Martins (34.071 espectadores – 141 mil euros)
15 – «Fados», de Carlos Saura (34.151 espectadores – 141 mil euros)
14 – «A Esperança Está Onde Menos se Espera», Joaquim Leitão (40.911 espectadores – 175 mil euros)
13 – «Contrato», de Nicolau Breyner (45.570 espectadores – 205 mil euros)
12 – «Balas e Bolinhos O Regresso», de Luís Ismael (57.587 espectadores – 234 mil euros)
11 – «O Sonho de uma Noite de São João», Ángel Cruz e Manolo Gómez (58.798 espect – 233 mil eur)
10 – «Sorte Nula», de Fernando Fragata (74.095 espectadores – 305 mil euros)
09 – «Contraluz», de Fernando Fragata (82.426 espectadores – 373 mil euros)
08 – «Second Life», de Alexandre Valente e Miguel Gaudêncio (90.194 espectadores – 403 mil euros)
07 – «A Bela e o Paparazzo», de António-Pedro Vasconcelos (98.748 espectadores – 435 mil euros)
06 – «Uma Aventura na Casa Assombrada», Carlos Coelho da Silva (124.936 espectadores – 558 mil eur)
05 – «Amália – O Filme», de Carlos Coelho da Silva (214.259 espectadores – 929 mil euros)
04 – «Corrupção» (230.741 espectadores – 1 milhão de euros)
03 – «Call Girl», de António-Pedro Vasconcelos (232.581 espectadores – 1,034 milhões de euros)
02 – «Filme da Treta», de José Sacramento (278.853 espectadores – 1,092 milhões de euros)
01 – «O Crime do Padre Amaro», Carlos Coelho da Silva (380.671 espectadores – 1,643 milhões de eur)

Quantos filmes viste desta lista?

Estreia “Assalto ao Santa Maria”

Estreou na passada 5ª feira, dia 23 de Setembro, o filme “Assalto ao Santa Maria“. É uma produção da Take 2000 com realização de Francisco Manso e argumento de João Nunes. Para mais informações sobre o filme siga este link.

Aqui fica o trailer do filme:

Estreia hoje o filme “Um funeral à chuva”

Estreia hoje, dia 3 de Junho, o filme “Um funeral à chuva“, do realizador Telmo Martins. O filme vai ser exibido em 20 salas de cinema, o que é muito bom, visto que é longa-metragem independente, logo, sem apoios do estado. Para mais informações visitem o site do filme.

Para os mais curiosos, o guionista João Nunes fez uma entrevista a Luís Campos, autor do guião “Um funeral à chuva“, e pode ser lida neste link.

Deixamos aqui um vídeo de apoio ao filme da parte da Selecção Nacional:

Cinema Português no Festroia

A 26ª edição do Festroia – Festival Internacional de Cinema de Setúbal exibe, de 4 a 13 de Junho, 190 filmes, oriundos de 40 países.

Apesar de não existir nenhum filme português na competição oficial do festival, o cinema português marca uma forte presença. Na secção Grandes Realizadores Europeus está o cineasta mais velho do mundo, Manoel de Oliveira, com o filme Singularidades de Uma Rapariga Loura. O filme Uma Aventura na Casa Assombrada, de Carlos Coelho da Silva, está na secção Panorama Juvenil.

Rogério Samora será homenageado no Festroia 2010

Os filmes inseridos na secção Cinema Português são: A Bela e o Paparazzo, de António Pedro Vasconcelos, A Nossa Última Conversa, de Miguel Peres, A Religiosa Portuguesa, de Eugène Green, Cinerama, de Inês Oliveira, Nocturna, de Francisco Carvalho, O Último Condenado à Morte, de Francisco Manso, Os Sorrisos do Destino, de Fernando Lopes, Pare, Escute, Olhe, de Jorge Pelicano, e Shoot Me, de Marco Badalo.

Para secção Curtas Sadinas foram seleccionadas 4 curtas: The Boleia, de Ricardo de Almeida, Hope, de Pedro Sena Nunes, Those Happy Days, de Ricardo Almeida e Emanuel Nevado, e Era Assim a Vida Naquele Tempo, de Alberto Pereira e João P. Amaral.

Nesta edição, o Festroia, volta a homenagear uma figura do cinema português, atribuindo o prémio Golfinho de Carreira ao actor Rogério Samora, que neste ano comemora 30 anos de carreira. Rogério Samora torna-se o quinto actor português a receber tal distinção, depois de Ruy de Carvalho, Raul Solnado, Joaquim de Almeida e Nicolau Breyner.

Aqui fica o link do festival.

André Badalo premiado no Festival de Milão

Terminou no passado dia 11 de Março o Festival Internacional de Cinema de Milão, onde estava seleccionado uma curta-metragem portuguesa, “Shoot Me“, de André Badalo. É a segunda vez, na história deste conceituado festival, que um filme português entra na competição oficial. O primeiro a conseguir tal proeza foi António Ferreira, com o filme “Respirar Debaixo d’Água“.

André Badalo saiu de Milão com uma distinção: Prémio do Público na categoria Melhor Curta-metragem.  É importante frisar que é uma produção independente, portanto, sem apoio do ICA. O filme é protagonizado pela Maria João Bastos, Ivo Canelas e Philippe Leroux, e conta a história de um triângulo amoroso nas vésperas de um casamento.

Parabéns André!

A actriz Maria João Bastos com o realizador André Badalo

Cinema Português no Festival de Cinema de Badajoz

Maria de Medeiros

Arranca hoje a 16ª edição do Festival Ibérico de Cinema de Badajoz, que decorre até dia 16 de Maio. O cinema português marca presença no festival que é considerado um dos mais importantes da Península Ibérica, em curtas-metragens. Foram seleccionadas 4 curtas-metragens portuguesas:”3×3” de Nuno Rocha, “Canção de Amor e Saúde” de João Nicolau, “Passeio de Domingo” de José Miguel Ribeiro, e “Tony” de Bruno Lourenço.

Nesta edição está prevista uma retrospectiva de curtas-metragens portugueses realizadas nos últimos quinze anos. Aos obras programadas são:  “14 Segundos e um Tico, no Caminho para a Escola” de Marco Martins, “A rapariga no espelho” de Pedro Fortes, “A Suspeita” de José Miguel Ribeiro, “Dois Dragões” de Margarida Cardoso, e “Os salteadores” de Abi Feijó.

A homenagem deste ano vai para a actriz, realizadora e cantora portuguesa Maria de Medeiros. Depois de ser homenageada nos festivais de Veneza, Cancún e São Paulo, chegou a ver de um festival Ibérico reconhecer o devido valor da actriz de “Pulp Fiction”.

A curta “Shoot Me”, de André Badalo, em competição no Festival de Milão

BadaloShoot Me

 

 

 

 

 

 

 

A curta-metragem “Shoot Me“, de André Badalo, foi seleccionada para a competição oficial do Festival Internacional de Cinema de Milão. O festival já está a decorrer desde ontem, dia 05, e termina no próximo dia 11 de Maio.

O filme conta a história de um triângulo amoroso em vésperas de um casamento e tem como protagonistas Maria João Bastos, Ivo CanelasPhilippe Leroux.

“Morrer Como Um Homem” vence no Festival de Buenos Aires

O último filme de João Pedro RodriguesMorrer Como Um Homem“, recebeu o prémio de Melhor Filme no Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires, integrado na secção Cine del Futuro. O filme, que estreou no Festival de Cannes em 2009, já foi seleccionado para mais de 30 festivais internacionais, onde foi várias vezes distinguido.

“Morrer Como Um Homem”, de João Pedro Rodrigues

Página 4 de 141234567...Última »