Dom Roberto

Dom Roberto, um filme de Ernesto de Sousa

Dom Roberto“, a única longa-metragem de José Ernesto de Sousa, estreou a 30 de Maio de 1962 no cinema Império. O filme foi seleccionado para o Festival de Cannes, em 1963, onde recebeu o prémio: Menção Especial do Júri do Melhor Filme para a Juventude.

Sinopse:
A vida miserável de João Barbelas (Raúl Solnado), um vagabundo sonhador, a quem os miúdos alcunham “Dom Roberto”, por exibir fantoches. Conhece Maria (Glicínia Quartin), rapariga com passado triste, julgando inocentemente ter arranjado habitação para ambos. O amor, a alegria de viver… Porém, a felicidade é traiçoeira: João e Maria perdem a casa que nunca for a deles, mas conservam a esperança e a ternura, embora a fome continue a persegui-los.

Ficha Técnica:
Realização: Ernesto de Sousa
Argumento: Leão Penedo
Produtor: Rafael Pena e Costa
Ano: 1962
Género: Drama, Comédia
Duração: 102’

Elenco:
Raúl Solnado (João Barbelas)
Glicínia Quartin (Maria)
Nicolau Breyner (Homem de Negro)
Rui Mendes (Serafim)
Luís Cerqueira (Gabriel)
Fernanda Alves (Ivone)
Costa Ferreira (Amâncio)
Olga da Fonseca (Mariana)
Carlos Fernando (Carlitos)
Isabel do Carmo (Isabel)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivado em: Clássicos Cinema PortuguêsFilmes

Coloque um Comentário



Pode criar uma imagem para mostrar com o seu comentário Gravatar.