Filme Português premiado no FantasPorto 2010

Terminou, no dia 6 de Março, o FantasPorto 2010. E como vem sendo habito, vamos anunciar os vencedores portugueses.

Nesta última edição do FantasPorto, havia poucos filmes portugueses em competição, apenas cinco. O único filme que entrou na competição oficial de longas-metragens (Cinema Fantástico) foi o “Embargo”, do realizador António Ferreira. Na competição oficial de curtas-metragens (Curtas de Cinema Fantástico) entrou: “Anestesia”, de Pedro Varela, “Closed”, de José Eduardo Peixoto, “Espelho Lento”, de Solveig Nordlund, e “Gnosis”, de Leandro Ferrão.

António Ferreira foi o único premiado, recebeu o prémio “Menção do Júri Internacional” pelo seu mais recente filme, “Embargo”.

O segundo premiado, mas na secção “Prémios não Oficiais”, foi o realizador Luís Galvão Teles, onde recebeu um prémio de Carreira. Houve uma retrospectiva dedicada a este realizador português, os filmes exibidos foram: “A Confederação”, de 1978, “A Vida é Bela?!”, de 1982, “Retrato de Família”, de 1992, “Elles”, de 1997, “Tudo Isto é Fado”, de 2004, e “Dot.com”, de 2007.

De seguida apresentamos a lista completa dos filmes portugueses que participaram no FantasPorto 2010 (Fora de Competição):

PANORAMA DO CINEMA PORTUGUÊS
A Audição, de Francisco Campos e Henrique Bagulho
A Despensa, de Isabel Pina
As Incríveis Aventuras de Dog Mendonça e Pizza Boy, de Bruno Canas
Cinema com Gente Dentro, de Diogo Vilhena e Rui Pedro Lamy
Consequências, de Luís Ismael
Dança-me, de José Alberto Pinheiro
Desavergonhadamente Real – Artur Serra Araújo
Estranhas Histórias, de Luís Miranda
L’Arc en Ciel, de David Bonneville
Loucura, de João Menezes
O Lago, de André Marques
Os Esquecidos, de Pedro Neves
Papá Wrestling, de Fernando Alle e André Silva
Paredes de Coura, de Martin Dale
Sobre Vivência, de João Azevedo / Luís Lobo
The Flying Machine, de Ricardo Lemos
Tobis, de Manuel Mozos
Um Sonho no Fim do Mundo, de Luís Loureiro

CASA DA ANIMAÇÃO
28, de José Xavier
Airport Tunnel, de Victor Hugo
Algo Importante, de João Fazenda
Crossroads, Crosspeople, de Nuno Amorim, Ricardo Nogueira e Raquel Martins
Diário de uma Inspectora do Livro de Recordes, de Tiago Albuquerque
Mi Vida em Tus manos, de Nuno Beato
O Direito à Infelicidade, de NEFASTO
Pássaros, de Filipe Abrantes
Passeio de Domingo, de José Miguel Ribeiro
Smolik, de Criatiano Mourato
Um Degrau pode ser o Mundo, de Daniel Lima
Voa voa num prédio de Lisboa, de Joana Toste

AGÊNCIA DE CURTA METRAGEM
3×3, de Nuno Rocha
Arca d’Água, de André Gil Mata
Canção de Amor e Saúde, de João Nicolau
Synchrotron, de Patrick Mendes
Tony, de Bruno Lourenço

PROGRAMA ENTRE O SONO E O SONHO (Ag.C.M.)
À Margem, de João Carrilho
Acordar, de Frederico Serra e Tiago Guedes
Corpo e Meio, de Sandro Aguilar

ETIC
Epílogo, de Ricardo Quaresma e Maria Freire
Forgotten Memories, de Diogo Leitão
Metástase, de Telmo Pacheco
Reborn, de António Pascoalinho
Two Steps Away, de Luís Silva
Umbelina, de Rita Oliveira

CINE CLUBE DE AVANCA
1111, de M. F. Costa e Silva
Airport Tunnel, de Vitor Hugo
Café, de Alex Gozblau e João Fazenda
Irmãos Desastre III, de Vitor Lopes
Loldini, O Mergulho, de Vitor Lopes
O Acidente, de André Marques
Os Transformadores, do  Colectivo de alunos da escola EB1 nº4 Chainça Abrantes
Um Gato sem Nome, de Carlos Cruz

FESTIVAL BLACK & WHITE
Corrente, de Rodrigo Areias
Mais!, de Fernando Antunes
Numa Casa Portuguesa Fica Bem, de Sofia Baptista
O Encontro, de Osvaldo Pinto
Power Off, de Luís Pereira
Sendo um Feto, de João Alves de Sousa
Tesouro, de Afonso Domingues
Negativo, de Daniel Baptista
Uma Mentira Conveniente, de Hugo Rodrigues e Rita Martins

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivado em: Festivais de CinemaNotícias

Coloque um Comentário



Pode criar uma imagem para mostrar com o seu comentário Gravatar.