Floripes

Floripes, um filme de Miguel Gonçalves Mendes

Sinopse:
Este Filme português retrata a lenda de Floripes, uma moura encantada que deambulava à noite na vila de Olhão, e representa o medo da comunidade de pescadores que encantados pelo seu feitiço, morreriam ao tentar atravessar o mar.

Ficha Técnica:
Realização: Miguel Gonçalves Mendes
Argumento: Miguel Gonçalves Mendes
Produtor: Ana Jordão
Ano: 2005
Género: Drama, História
Duração: 100’

Elenco:
Catarina Barros (Aninhas)
João Salero (Quinzinho)
João Sancho (Julião)
Selma Cifka (Floripes)

Festivais:
Fantasporto, Portugal (2005)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivado em: Filmes

Comentários (2)

Trackback URL | Comentários RSS Feed

  1. Caros amigos e amigas,

    Como sabem, o filme José e Pilar estreou na passada quinta feira. A afluência em sala tem sido reduzida, fenómeno já habitual no cinema que não seja “made in hollywood”, pelo que, se gostaram do filme, pedimo-vos que passem palavra e que o divulguem; pois a primeira semana é crucial para que os exibidores o mantenham em sala.
    O filme está em exibição em Lisboa, Porto, Cascais, Almada, Aveiro, Braga e Coimbra (nestas 3 últimas cidades é onde tem tido piores resultados, apesar de todas a críticas favoráveis).
    O filme vai estrear amanha dia 24 em Olhão.
    No Brasil já foi visto por várias dezenas de milhar de pessoas e no próximo Sábado, dia 27 de Novembro, “José e Pilar” será filme de abertura do festival de Ronda (Espanha), onde será apresentado pelo Juiz Baltazar Garzón.

    Um grande abraço a todos e obrigado por tudo,
    Miguel

    trailer:
    http://www.youtube.com/watch?v=LMFbp_t7h_A

    site do filme: http://www.joseepilar.com

    sinopse:

    A Viagem do Elefante, o livro em que Saramago narra as aventuras e desventuras de um paquiderme transportado desde a corte de D. João III à do austríaco Arquiduque Maximiliano, é o ponto de partida para José e Pilar, filme de Miguel Gonçalves Mendes que retrata a relação entre José Saramago e Pilar del Río.

    Mostra do dia-a-dia do casal em Lanzarote e Lisboa, na sua casa e em viagens de trabalho por todo o mundo, José e Pilar é um retrato surpreendente de um autor durante o seu processo de criação e da relação de um casal empenhado em mudar o mundo — ou, pelo menos, em torná-lo melhor.

    José e Pilar revela um Saramago desconhecido, desfaz ideias feitas e prova que génio e simplicidade são compatíveis. José e Pilar é um olhar sobre a vida de um dos grandes criadores do século XX e a demonstração de que, como diz Saramago, “tudo pode ser contado de outra maneira”.

  2. Isabela Pinto diz:

    n da o filme completo. -.-

Coloque um Comentário



Pode criar uma imagem para mostrar com o seu comentário Gravatar.