Um Tiro no Escuro

Um Tiro no Escuro, um filme de Leonel Vieira

Sinopse:
No aeroporto do Rio de Janeiro uma menina de dois meses é raptada por uma hospedeira da TAP. Dois anos mais tarde, a mãe inconformada encontra-se em Lisboa.
Para sobreviver trabalha num bar de ‘strip-tease’, mas passa a maior parte do seu tempo no aeroporto na esperança de reencontrar a hospedeira que lhe levou a filha. Quando uma noite é despedida do trabalho, sem outros recursos, acaba por ter de se juntar ao ‘gang’ do ex-segurança do bar que lhe dá guarida.
Envolvida numa série de assaltos a bancos, cedo vai ter no seu encalço um inspector da Polícia Judiciária que parece também ter algo a esconder…
Poderá, entre polícias e ladrões, reencontrar ainda a sua filha?

“Aquele querido mês de Agosto” seleccionado para Festival de Valdivia

A segunda longa-metragem de Miguel Gomes “Aquele querido mês de Agosto”, foi seleccionado para o Festival Internacional de Cinema de Valdivia, no Chile, que vai decorrer de 3 a 8 de Outubro.

“Retrato de Inverno de uma paisagem ardida” um documentário de Inês Sapeta Dias também foi seleccionado, e entrará na secção “Nuevos Caminos”.

Aquele Querido Mês de Agosto

Aquele Querido Mês de Agosto, filme de Miguel Gomes

Sinopse:
No coração de Portugal, serrano, o mês de Agosto multiplica os populares e as actividades. Regressam à terra, lançam foguetes, controlam fogos, cantam karaoke, atiram-se da ponte, caçam javalis, bebem cerveja, fazem filhos. Se o realizador e a equipa do filme tivessem ido directamente ao assunto, resistindo aos bailaricos, reduzir-se-ia a sinopse: «Aquele Querido Mês de Agosto acompanha as relações sentimentais entre pai, filha e o primo desta, músicos numa banda de baile». Amor e música, portanto.

Ficha Técnica:

O Delfim

O Delfim, um filme de Fernando Lopes

Sinopse:
Portugal, finais dos anos 60. Tomás Palma Bravo (Rogério Samora), o Delfim, o Infante, é o herdeiro de um mundo em decomposição. É ele o dono da Lagoa, da Gafeira, de Maria das Mercês (Alexandra Lencastre),  sua mulher infecunda, de Domingos, seu criado preto e maneta, de um mastim e de um “Jaguar E”, que o leva da Gafeira a Lisboa e às putas.
Um caçador, detective e narrador, que todos os anos volta à Lagoa para caçar patos-reais, descobre, um ano depois, que Domingos apareceu morto na cama do casal Palma Bravo e que Maria das Mercês apareceu a boiar na Lagoa.
Quanto a Tomás Palma Bravo e ao mastim, dizem-lhe que desapareceram sem deixar rasto. E que da neblina da Lagoa se ouvem agora misteriosos latidos.

Transe

Transe, um filme de Teresa Villaverde

http://www.youtube.com/watch?v=zal5E3xdJA0

Sinopse:
Sónia (Ana Moreira), uma jovem mulher de S. Petersburgo, ambiciona uma vida melhor. Depois de conseguir um passaporte, envolve-se numa viagem que a faz percorrer a República Checa, a Alemanha, a Itália e que acaba em Portugal. Esta viagem desenrola-se como uma verdadeira descida aos infernos e Sónia encontra-se rapidamente enredada no submundo da prostituição internacional. Enfrenta inúmeras provas: rapto, sofrimento, solidão, loucura, violência, abjecção, humilhação. Para além de um medo sempre presente que oprime a personagem, existe uma incompreensão avassaladora, devida ao confronto com idiomas e comportamentos que não entende. Mas a coragem permanece e uma redenção parece possível na forma de uma esperança no amor, que nunca será completamente destruída.

Ficha Técnica:

Noite Escura

Noite escura, um filme de João Canijo

Sinopse:
Uma noite escura de inverno algures na província portuguesa.
Uma casa de alterne onde está a começar mais um dia de trabalho para a família que a gere, pai (Fernando Luís), mãe (Rita Blanco) e duas filhas (Beatriz Batarda e Cleia Almeida), as raparigas que entretêm e seduzem os clientes, um mundo de falsas aparências e onde os sonhos de uma outra vida acabarão por se desfazer.
Porque o pai, a quem um negócio correu mal, se verá obrigado a sacrificar a sua filha mais nova, e assim acabará por destruir toda a sua família…

Sinais de Fogo

Sinais de fogo, um filme de Luís Filipe Rocha

Sinopse:
Portugal, Julho 1936.
A ditadura de Salazar está consolidada e controla totalmente o país.
Um grupo de adolescentes passa as suas férias de Verão na Figueira da Foz.
Do outro lado da fronteira começou a Guerra Civil da Espanha e, apesar da distância, a sua violência vai repercutir-se na vida destes jovens, lançados num turbilhão de intrigas políticas e paixões desencontradas que marcará tragicamente a sua passagem à idade adulta.

Ficha Técnica:

Uma Vida Normal

Uma vida normal, um filme de Joaquim Leitão

Sinopse:
Miguel (Joaquim de Almeida) tem 40 anos e os problemas de costume. Talvez um pouco mais que o costume…
Está separado da mulher e envolvido com uma amante que só lhe dá chatices. Não tem tempo para estar com o filho. Está cheio de problemas no emprego e com a conta bancária a zero. Bebe demais, fuma vários maços por dia, toma comprimidos para dormir e outros para acordar. E o seu corpo começa a reagir mal a uma vida de abusos.
Em resumo, a sua vida está a ir por água abaixo. Mas, num último assomo de energia, decide mudar. No fundo, pensa ele, tudo o que quer é uma vida normal.
Infelizmente, não há nada mais difícil no mundo…

Página 60 de 62« Primeira...56575859606162